2008-11-09

Volta diferente.



Hoje a voltinha matinal foi a “solo”,“alone” ou com se quiser chamar. O sair para o passeio fez-se já passava das 9.30, isto porque todo o ritual do equipar do ciclista ainda demora algum tempo!
Como ia sozinho levava em mente fazer o percurso dos campos junto ao rio Lis, para o relaxe, que seria volta para uns 25kms. Assim começou a volta, fiz o percurso em estrada até Regueira de Pontes, atravessei a estrada nacional que vai para a Figueira da Foz, junto a uma estação de caminho de ferro da linha do Oeste para por aqui entrar nos trilhos dos campos junto ao rio Lis, com direcção a Leiria.
Leiria á vista! Acabou se a terra e começa o alcatrão, como ainda era cedo para voltar, decidi então ir mais alem e pensei no parque radical perto da rotunda do McDonald's, logo fui em direcção ao estádio municipal de Leiria para fazer o trajecto junto ao rio.
Neste percurso encontramos bastante pessoal de todas as idades e feitio a fazer o seu Jogging ou a caminhar e também tal como eu a andar de bicicleta, isto ainda há pessoal que cuida da saúde!!!
Bem, este bocadinho foi um regalo para a vista e feito em pedalada descontraída para se apreciar bem a paisagem! Eheheh…


e assim cheguei ao parque radical, fiz uma breve paragem para ver uns “gandas malucos” de bmx e freeride misturados com skaters, a fazer os seus números acrobáticos. Isto estava fixe mas apetecia me pedalar mais um bocado e, maluqueira ou não, resolvi ir para a Sra. do Monte.

Portanto daqui até á nascente do Lis foi mais uns kms em alcatrão e lá comecei a subir a dita. Na zona das pedras teve que ser com a bike á mão porque aquelas pedras pareciam que tinham sido ensebadas tamanhas escorregadelas que se davam mesmo a pé, passado este obstáculo onde encontrei mais dois bikers com mesmo problema lá segui a escalada, agora em cima da bike, até as antenas. Esta foi a parte que deu mais gozo, alcançado o topo foi tempo para descansar um pouco e contemplar a magnifica vista ao sabor de uma barra energética.
Daqui via-se perfeitamente a igreja dos Milagres lá no horizonte pois o dia estava claro, repostas as forças era hora de regressar a casa, pois já passava do meio-dia e como objectivo queria chegar a casa não muito para alem da uma da tarde. Por isso fiz o regresso todo por estrada e assim cheguei a casa com pontualidade britânica, era 1h certa.
Contabilidade feita, foram 54km percorridos a uma média de 18.6 km/h.
Estas voltas sem destino, tornam se nas melhores de sempre!!!

Boas pedaladas.



Reacção:

0 comentários:

Enviar um comentário

Mensagens populares